Sem categoria

TRILHA SALKANTAY À MACHU PICCHU: A MELHOR ALTERNATIVA DO CAMINHO INCA

A Trilha Salkantay recebe o nome do pico Salkantay que é um dos mais altos no sul do Peru. A principal diferença entre a Trilha Salkantay e a Trilha Inca é que não vai pelas famosas ruínas Incas e é fisicamente mais desafiador. Mesmo assim, ele oferece uma grande quantidade de paisagens e tem menos gente, assim não é necessário ter uma licença ou reservar com antecedência, como é o caso da trilha Inca. A Trilha Salkantay é perfeita para os viajantes que querem se conectar com a natureza e até mesmo se reconectar consigo mesmo, passando por paisagens mágicas e intocadas. Depois que conheci essa trilha com novos amigos que fiz em Cusco, eu fiz essas dicas de viagem com tudo o que você precisa saber antes de embarcar nessa aventura!  

Melher Andando em Direcao a Montanha Salkantay

Onde é e qual é a rota da trilha?

Leva 4 horas desde o centro de Cusco até chegar a Sayllapata, o ponto de início da trilha localizado a 3,600 metros sobre o nível do mar. A rota usual vai para o norte de Soraypampa, continua em Soroccha e chega ao ponto mais alto da Montanha Salkantay, depois o grupo acampa em Collpapampa.  De lá, a parte menos desafiadora da trilha leva você para o vilarejo La Playa, onde é possível ver restos da original trilha Inca, segue para a Hidroelétrica, onde você caminhará ou pegará o trem para Águas Calientes, também conhecida como cidade Machu Picchu Nessa cidade, você passará a noite e fará a última caminhada ou pegará o ônibus para chegar em Machu Picchu de manhã.  

Voltando da Trilha Salkantay

Que tão difícil é a trilha?

A Trilha Salkantay é uma trilha alternativa a famosa mundialmente Trilha Inca Também é uma das mais bonitas do Peru e tem uma caminhada gratificante. A dificuldade varia de média a difícil e a dificuldade não é tanto pela distância, mas pela altitude contínua em que você estará escalando em algumas partes da trilha. Consequentemente, é recomendado que os escaladores fiquem alguns dias em Cusco para se adaptar com a altitude. Como mencionado antes, não é necessária permissão para entrar na Trilha Salkantay. Então, você poderia fazer essa trilha por conta própria. Verifique um exemplo de itinerário abaixo para ver como essa trilha funciona:

Itinerário da Trilha Salkantay

Dia Um

  CUSCO – MOLLEPATA – SAYLLAPATA – SORAYPAMPA – SALKANTAYPAMPA O dia começa às 6am com uma viagem de 3 horas em transporte privado para Mollepata passando por Izcuchaca e Limatambo, depois tomaremos o café-da-manhã antes de chegar no caminho da trilha. Enquanto você saboreia o café-da-manhã, você pode ver paisagens panorâmicas da Montanha Salkantay. No caminho para a trilha, você também verá paisagens de outros picos cobertos de neve que são parte da Montanha Vilcabamba, bem como o vilarejo colorido de Mollepata e o vale do Rio Apurimac. Em seguida, depois de passar os vilarejos de Cruzpata e Challacancha, você chegará a trilha Sayllapata, onde um homem a cavalo e outra equipe estará esperando por você. A trilha começa com uma subida gradual de aproximadamente duas horas e meia para Soraypampa. Depois um descanso para o almoço no meio dessa linda natureza, você continuará por aproximadamente 3 horas para Salkantaypampa à 3,950 m.s.n.m, onde será montado o acampamento para passar a noite.  

Dia Dois

  SALKANTAYPAMPA – COLLPAPAMPA O segundo dia é o dia mais desafiador da trilha. Depois do café-da-manhã, a trilha se resume em fazer uma subida moderada para Apacheta (4,590 m.s.n.m). Nessa altitude, você verá paisagens de tirar o fôlego de outras montanhas cobertas de neve, como Humantay e Huayanay. Para os amantes de trilha, também tem a opção para fazer uma caminhada por quarenta minutos para ver o Lago Soraycocha. De qualquer maneira, seu grupo fará uma descida por 2 horas para almoçar em Huayracmachay. Depois que o grupo termina o almoço, o guia avaliará a condição e a saúde de cada membro. Se todo mundo pode continuar e as condições climáticas são apropriadas, o guia terá o grupo que acampa em Rayan-niyoc à 3,100 m.s.n.m ou continuar por 2 km para acampar em Collpapampa à 2,920 m.s.n.m, onde há piscinas de águas quentes naturais.

no topo da Trilha Salkantay

Dia Três

COLLPAPAMPA – LLUSCAMAYO – LA PLAYA Há 3 horas de Collpapampa, está uma trilha pela região chamada Ceja de Selva, que é uma região de floresta no meio dos Andes e da floresta Amazônica. Vários cultivos de frutas para ver pelo caminho, assim como flores e muitos pássaros. Se os pássaros não se sentirem tímido, você pode ver o famoso Gallito de las Rocas, que é o pássaro símbolo do Peru. Conforme a temperatura sobe, as cachoeiras serão uma tentação que você não pode resistir e seu grupo poderá tomar banho em uma delas. Mais tarde, um almoço em Lluscamayo dará a você tempo para descansar antes de continuar por uma trilha de 3 horas para último acampamento no vilarejo de La Playa.

Dia Quatro

LA PLAYA – LUCMABAMBA – LLAQTAPATA – HIDROELECTRICA / AGUAS CALIENTES O dia começa com uma trilha para o vilarejo Lucmabamba, onde você verá restos da Trilha Inca. Conforme a trilha continua, você verá paisagens espetaculares do Vale Santa Teresa. Depois de quatro horas, seu grupo chegará a Llaqtapata à 2,700 m.s.n.m, um lugar de onde você pode ver Machu Picchu, porém de bem longe. Aqui, você terá tempo para descansar e tirar quantas fotos você quiser. Em seguida, você descerá para a Hidroeletrica, onde você terá o último almoço com a equipe. Depois, dependendo da trilha que você reservou, você caminhará ou pegará o trem para Aguas Calientes (cidade Machu Picchu), onde você terá mais tempo livre e fará check-in no hotel que foi reservado para você pela empresa da trilha.

Salkantay caminhando por uma parte de um aqueduto Inca

Dia Cinco

  AGUAS CALIENTES – MACHUPICCHU – CUSCO O dia que você estava esperando finalmente chegou. É aconselhável acordar às 4:00am, assim você pode chegar em Machu Picchu às 6am, a hora que os portões abrem. Um tour guiado por algumas horas levará você pelo Templo do Sol, Templo das Três Janelas, Relógio Solar de Machu Picchu. Quando o passeio terminar, você terá tempo livre para conhecer o local sozinho, e claro, tirar todas as fotos que você quiser. Os viajantes que reservaram alguma escalada opcional, como a Montanha Machu Picchu ou Huayna Picchu, terão tempo para fazê-la. Finalmente, você precisará voltar para Aguas Calientes e pegar o trem de volta para Cusco.

O que vestir para a Trilha Salkantay?

Os aspectos como terreno e clima precisam ser levados em conta quando decidir o que vestir. A maioria do terreno é feito de pedra e parte de terra. A trilha tem muitos lugares com alta altitude que requerem que os aventureiros subam e desçam. Então é melhor calçar botas leves. Os calçados abertos não são recomendados. Em relação ao clima, a trilha vai por regiões com diferentes condições climáticas, onde as temperaturas podem variar desde gelado à quente e úmido. Assim, é recomendado levar roupas que podem ser facilmente colocadas e tiradas. Mesmo se não chover durante a época chuvosa (meados de outubro a meados de abril), há grande possibilidade de chuva, então levar uma jaqueta de chuva é uma boa ideia.

O que levar? – check list:

  • Passaporte original (para entrar em Machu Picchu)
  • Papel higiênico.
  • Sabonete.
  • Escova e pasta de dente.
  • Toalha.
  • Toalha úmida.
  • Gel anti bactéria.
  • Não esqueça dos seus remédios.
  • Repelente.
  • Roupa quente
  • Luva, cachecol para as noites.
  • Chinelo para usar nas cachoeiras e águas quentes.
  • Boas meias para caminhar.
  • Capa de chuva.
  • Lanterna e pilha extra.
  • Calçado confortável para caminhar.
  • Dois bastões para caminhar (podem ser alugados ou comprados em Cusco).
  • Mochila com boa qualidade, se você levar seus próprios equipamentos.
  • Pequena garrafa de água.
  • Câmera fotográfica.
  • Óculos de sol, boné e protetor solar.

Quanto custa uma boa trilha?

Uma Trilha Salkantay de 5 dias pode custar quase o mesmo que a Trilha Inca Clássica de 4 dias. Os melhores operadores têm bons equipamentos para acampar, cozinhar, barraca de jantar, cavalos para levar os materiais para acampar, guias qualificados treinados em primeiros socorros e seu ingresso para Machu Picchu. É sempre importante perguntar a empresa de turismo o que não está incluído no preço que eles te dizem antes de contratar o serviço deles. Com mais de 100 empresas oferecendo esta trilha, pode parecer um pouco assustador escolher um bom operador.

indo para Aguas Calientes

Depois de muitas viagens, passeios e trilhas, eu posso dizer que você não vai errar se reservar pelo FindLocalTrips, um site de busca e comparação para passeios e atividades na América do Sul. Verifique o site deles para ver a lista dos melhores operadores para esta trilha e os respectivos preços.